imagem de hispanico

terça-feira, 12 de dezembro de 2006

passos...pensar...



um
conflito
fez
surgir...
***
a que lugar meu passos levaria.me?
por mais longa a passada
havia espaço no chão que pisava

avistava o mar
mas a orla tinha uma sombra enorme
eu não podia tocá.la

enquanto andava pensava
qual lugar terei um dia
onde minha mudez se transforme em palavras audíveis?

onde mágoa seja uma lembrança distante?
meu sono deixe de ser indefeso?
minha sombra uma companheira?

vi num papel esquecido num balcão
que homens de olhos puxados
arrastavam.se agachados numa mata
espantando homens de boinas verdes,de suas paisagens.

era o conflito dos homens
lugar onde eu não queria estar
não fui.
fiquei com minha árvore,
meu mar verde,
minha orla com sombra
tendo o céu a cobrir.me

nos sonhos de hoje ainda lembro o dia que indaguei.me:
- a que lugar meu passos levaria.me?
entendi sobre aquele conflito
um tempo mais a frente...
...mas carrego em mim
uma estranha saudade
a saudade do meu pensar
a beira da orla do meu lugar.


foto de luis pinto

10 comentários:

  1. Saudade do próprio pensar?

    Coisas de poeta. Liberdades dele/a! :)

    Pois se esse pensar só nos abandona na morte, nem sequer na loucura.

    Melancólico mas bom!

    :9

    ResponderExcluir
  2. "... a que lugar meu passos levaria.me?"
    Que conflito...
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. "O Poeta é um fingidor..."





    já dizia o Pessoa. :)




    Um abraço.

    ResponderExcluir
  4. Non

    Saudade do pensar sem as influências dos adultos.

    pensar limpo.

    tens razão não nos abandona...por vezes.


    cordda

    ResponderExcluir
  5. Santiago


    resolvido. cheguei a muitos lugares.


    cordda

    ResponderExcluir
  6. Magalhães


    bom fingir...na poesia.

    aqui nesses escritos soltos e perdidos em cadernetas do tempo,
    experimento fingir...mas preciso contar para. arrefecer minh'alma.


    cordda

    ResponderExcluir
  7. um lais-de-guia como foto de apresentação... muito bem!

    ResponderExcluir
  8. E os conflitos dos homens não param...

    Gostei da forma como contaste. Escorreita no escorregar da pena e mesmo que fingindo a cena, sentida...

    Abraço.

    ResponderExcluir
  9. Maresia

    o lais de guia...inspirou.me


    cordda

    ResponderExcluir
  10. José

    somos uma contradição: conflito X união.
    em criança não entendia os conflitos, como adulto entendo menos ainda.


    cordda

    ResponderExcluir